Você não precisará de ingressos para entrar no Lollapalooza 2017

(Créditos: I HATE FLASH)

 

Nos dias 25 e 26 de março, o Autódromo de Interlagos promoverá mais uma edição do festival americano Lollapalooza, que já bateu o recorde de vendas de ingressos comparado aos anos anteriores. Além das famosas bandas de rock que fizeram e fazem a cabeça dos amantes de música, o evento contará com atrações bancadas por patrocinadores e discotecagens nos intervalos entre os shows.

Quem já se aventurou em alguma das edições passadas sabe que o festival recebe milhares de pessoas, o que gera enormes filas para entrar e consumir nos quiosques presentes no espaço. Contudo, o Lolla de 2017 contará com um sistema de identificação que promete agilizar a vida de todo mundo, seguindo a ideia do cashless (sem dinheiro).

 

(Créditos: I HATE FLASH)

 

A AXE Lolla Cashless será uma pulseira indispensável para o público nos dias do evento. O objeto funcionará como comprovante para entrada no Autódromo e cartão de crédito ou débito, ou seja, a produção aboliu o uso de ingressos e fichas para a compra de comidas, bebidas e souvenirs.

Para consumir lá dentro, bastará o cliente encostar o pulso no leitor e terá acesso a todos os seus dados, bem como as informações do cartão cadastrado. Segundo a organização do festival, a tecnologia garante “transações mais rápidas, filas mais curtas, menor risco de perda do dinheiro e melhor controle de gastos”. Porém, alguns cuidados são necessários.

O evento já anunciou que não se responsabiliza caso ocorra perda ou roubo da AXE Lolla Cashless. Mas calma! Se você ficar sem sua pulseira, procure algum ponto de informação para bloqueá-la e adquirir outra por R$ 50. Ela é intransferível e será válida para os dias que você pagou entrada, portanto, não a tire do braço.

 

(Créditos: I HATE FLASH)

 

O Lollapalooza proíbe a entrada de uma série de itens, então, ATENÇÃO!

O que levar: a AXE Lolla Cashless ou o voucher impresso para retirada da pulseira, frutas cortadas e barrinhas de cereal, copos de água fechados, documentos pessoais, óculos escuros, cangas para descansar um pouco sobre o gramado, capa de chuva, protetor solar e, claro, uma câmera (compacta).

O que não levar: garrafas e latas, embalagens rígidas com tampa, capacetes, cadeiras ou bancos, objetos pontiagudos, cortantes ou perfurantes, objetos de vidro, "pau de selfie", câmeras fotográficas e filmadoras profissionais ou com lente destacável.

Todo o público será submetido a inspeções e os objetos não autorizados serão descartados.

Siga as instruções direitinho e bom Lolla!

 

(Créditos: I HATE FLASH)

 

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo