"Uma peça infantil LGBT vai contra nossos valores e tradições"

(Créditos: Divulgação)

 

Um protesto vem chamando a atenção na internet: uma série de pessoas está boicotando uma peça com temática LGBT em Jundiaí, pouco tempo após os protestos de que o Queermuseu não respeitava a fé alheia e fazia apologia à pedofilia e zoofilia.

+ Exposição Queermuseu é fechada em Porto Alegre após protestos

A peça em questão se chama A Princesa e a Costureira, um conto de fadas sobre duas personagens que se apaixonam - o espetáculo faz parte da Semana da Diversidade Sexual, que acontece anualmente em setembro na cidade de Jundiaí. A intenção com o evento é promover os mais diversos assuntos para esclarecer e trazer à tona este tema para a sociedade.

O espetáculo, que abre a Semana da Diversidade foi selecionada em um Chamamento Público pela Câmera Setorial LGBT do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Jundiaí, na qual a sociedade teve participação na Comissão Julgadora.

Porém, algumas manifestações contrárias ao espetáculo acusam a prefeitura de usar dinheiro público para difundir ideologias, ou promover assuntos que seriam contrários à família. Como resposta, criou-se um baixo-assinado online a favor da peça. Até o momento em que a matéria foi fechada haviam 217 apoiadores da causa - a meta é de 500 pessoas.

Como resposta, a Prefeitura de Jundiaí publicou na última segunda-feira (11) uma nota pública de esclarecimento em sua página no Facebook. Nela, a prefeitura defende que a peça não é direcionada ao público infantil, e que está cumprindo seu papel ao apoiar a Semana da Diversidade Sexual.

 

(Créditos: Reprodução/Facebook)

 

Um usuário escreveu na publicação da página, "[Isso] Só confirma que a peça infanto-juvenil, de fato, será encenada em um equipamento público, portanto, promovida e patrocinada pela administração municipal". O comentário que tem 202 curtidas termina com a frase "Os contribuintes de Jundiaí serão obrigados, conforme o prefeito anuncia agora, a custear uma peça infantil LGBT que vai contra os seus valores e faz troça das suas tradições".

Espetáculo será apresentado na segunda-feira (18), às 19h na Sala Jundiaí do Complexto Fepassa. O Beijo procurou a Prefeitura de Jundiaí sobre o caso, que continuou afirmando os tópicos publicados na rede social.

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo