Obra de Pedro Américo ganha releitura em muro do Sesc Ipiranga

O Sesc Ipiranga ganhou uma releitura da obra Independência ou Morte (1888), de Pedro Américo. Realizado ao longo de mais de dois meses pelo artista e pesquisador Bruno Moreschi e um núcleo de pintores da Praça da República e Parque Trianon, o trabalho chega ao fim na próxima terça-feira, 15 de novembro, feriado da Proclamação da República do Brasil, às 16h, com um bate-papo aberto ao público com Moreschi, o coletivo de pintores e também integrantes de O grupo inteiro – idealizador da mostra Campos de Preposições, em cartaz na unidade até 04 de dezembro.
 

(Créditos: Filipe Berndt)

 

O trabalho teve início em 07 de setembro, data da Independência do Brasil, com uma visita do grupo de pintores – formado por A. Castro, Carlos Silverio, Marco Andrade Jr., Mouser, Silvio Jr. e Vanderlei Marinho – ao Museu Paulista (do Ipiranga), que segue fechado para reforma, com previsão de reabertura somente em 2022. Lá, com Moreschi e os integrantes de O grupo inteiro, eles puderam estudar a tela original, instalada em uma parede do Salão Nobre do edifício, e pensar nas possibilidades de reproduzi-la no muro do deck do Sesc Ipiranga.

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo