Livro desmistifica mundo das travestis

 

2015 foi um grande ano para artista Virginia Medeiros. Depois de ganhar o prêmio Pipa, a baiana transformou seu trabalho "Stúdio Butterfly" (2006) em um livro. Na publicação, ela traz alguns elementos da obra, como fotografias e histórias das travestis.

Em um dos vídeos gravados, uma representante da classe dispara: "Nós somos consideradas anormais pela sociedade". O tom de questionamento guia a o trabalho. Sobre sua motivação, Virginia afirmou em entrevista à Veja São Paulo: "Tenho interesse pela diversidade humana. Quando rompemos as fronteiras da exclusão, conseguimos ver como somos todos parecidos”.

 

 

 

Durante aproximadamente um ano e meio, a artista instalou um estúdio fotográfico em uma sala comercial de Salvador. No lugar, recebia travestis de faixa etária variada. Elas contavam histórias e mostravam fotos da família e de seu cotidiano. Em troca, ganhavam um ensaio fotográfico, posteriormente, organizado em forma de álbum (book).

As fotos e histórias foram primeiro para o circuito artístico -- em São Paulo, foram exibidos na galeria Nara Roesler -- e agora, estão disponíveis para o público em geral. O livro não está disponível em livrarias, para encomendá-lo, deve-se contatar artista neste link: http://bit.ly/1Ml6H3W

 

 

 

 

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo