Documentário sobre Lygia Fagundes Telles estreia em novembro

(Créditos: Divulgação / Nadja Kouchi)

 

O que faz de uma escritora com mais de 80 anos de atividade literária, ainda contemporânea? Como suas obras estabelecem diálogo com jovens gerações de blogueiras e ativistas de causas ao mesmo tempo em que mergulha numa São Paulo que já não existe mais?

Por meio de um passeio das nossas câmeras por São Paulo da década de 1940 e de hoje, o documentário Lygia, Uma Escritora Brasileira faz um mergulho nos fragmentos de memória da cidade e da própria escritora.

Utilizando o vasto material de arquivo disponível no acervo da TV Cultura sobre Lygia Fagundes Telles e, ao mesmo tempo, conversando com personagens que pontuaram e ainda pontuam a história da autora e sua obra, o documentário traz ao espectador facetas pouco conhecidas da escritora.

 

Lygia Fagundes Telles e Hilda Hirst (Créditos: Divulgação)

 

Com estreia em 23 de novembro, Lygia, Uma Escritora Brasileira é mais um documentário realizado pela equipe da TV Cultura, dirigido por Helio Goldsztejn com roteiro de Eneas Carlos Pereira, equipe que nos últimos anos trouxe ao público obras como Henry Sobel, Luz E Sombras De Um Rabino, Tomie Ohtake e Carta Aos Brasileiros – Goffredo Da Silva Telles Junior.

Conta com participações de Paulo Werneck, Jô Soares, Maria Adelaide Amaral, Anna Maria Martins, Ignácio de Loyola Brandão, Anna Verônica Mautner, jornalistas, blogueiros e familiares.

 

Lygia Fagundes Telles em 195 (Créditos: Divulgação)

 

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo