De Canção Em Canção fala sobre a ânsia de sentir e ser alguém

(Créditos: Divulgação)

 

De Canção em Canção, o novo filme do diretor americano Terrence Malik, que também fez A Árvore da Vida e Além da Linha Vermelha, tem um elenco de ponta para fazer barulho: Ryan Gosling de La La Land, Natalie Portman de Cisne Negro, Michael Fassbender de Steve Jobs e Rooney Mara, do filme Carol, todos interligados pela música.

+ As cenas mais lindas da história do cinema

Na trama, a compositora Faye , interpretada por Mara, vive um relacionamento aberto e abusivo com o magnata da música Cook, papel de Fassbender. Faye é uma típica mulher da geração millenium, com ânsia de sentir algo e ser alguém.

Áreas VIP em festivais de música, festanças em casarões e viagens em jatinho particular são coisas muito comum na vida da moça, que diz querer fazer parte do "outro lado da cerca".

 

(Créditos: Allociné)

 

Tudo muda quando Faye conhece BV, interpretado por Ryan Gosling, outro compositor que logo se apaixona pela moça e juntos começam a viver um romance. O começo do relacionamento dos dois é destacado pela câmera romântica de Malik, envolvendo abraços apertados, sorrisos tímidos e as frequentes gargalhadas dos começos de namoro.

Cook conhece então uma garçonete, feita por Natalie Portman, durante um almoço e faz com que ela se seduza pelo energético mundo da música. Créditos à Portman por se destacar em uma personagem completamente oposta de seu último papel de destaque, interpretando Jacqueline Kennedy em Jackie, que lhe rendeu uma indicação ao Oscar.

Relacionamentos onde se esconde o que realmente sente, há joguinhos de poder e muita música - estejam os personagens compondo ou nos backstages de grandes festivais de música, que lembram Glastonbury ou Lollapalooza.

+ Balada Trackers é uma grande festa no apê

O filme também tem a presença ilustre de nomes consagrados da música como Lykke Li, Patti Smith (em depoimentos verdadeiros sobre suas experiências) e Iggy Pop, interpretando eles mesmos.

História de amor moderna, o filme mostra como hoje em dia desgastamos os nossos relacionamento, até que não sobre significado. Do lado dos caras legais da música, parece que realmente o mundo que glamoroso vemos só existe do nosso ponto de vista.

De Canção em Canção (Song to Song, no título original), tem 129 minutos e estreia dia 20 de julho nos cinemas.

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo