Conheça a Alemanha segundo fotógrafo August Sander

Considerado um dos maiores fotógrafos do período entre-guerras, August Sander fotografou a Alemanha registrando sua arquitetura, paisagens e, em especial, seus habitantes.

Através dos retratos desses personagens, construiu seu mais longo e conhecido ensaio: Menschen des 20. Jahrhunderts (Pessoas do Século 20, na tradução literal). Realizado entre os anos 1920 e 1930, o trabalho documentou diferentes segmentos da sociedade, tornando-se uma fonte de reflexão sociológica e filosófica.

 

(Créditos: Reprodução)


Nascido em 17 de novembro de 1876 em uma comunidade de mineiros e agricultores em Herdorf, norte da Alemanha, August Sander trabalhou por sete anos em uma mina de carvão. Lá, vivenciou seus primeiros contatos com a fotografia, auxiliando um fotógrafo que trabalhava para a empresa mineira.

Com a ajuda financeira do tio, adquiriu equipamentos e montou sua sala escura de revelação. Em 1910, Depois de trabalhar em diversos estúdios de pintura fotográfica, abriu seu próprio estabelecimento em Lindenthal.

 

(Créditos: Reprodução)

 

No diagnóstico de August Sander “a fotografia  é, por natureza, uma arte documental”. E, de fato, suas imagens tornaram-se documentos.

Os elementos que compunham suas imagens, como roupas, cenários, penteados ou gestos, eram propositalmente utilizados para que permitissem que o status social e a profissão dos fotografados fossem percebidos.

Seu trabalho foi tão intenso que, por meados de 1945, ele já reunia um arquivo com mais de 40 mil imagens. Confira abaixo algumas delas:

 

(Créditos: Reprodução)

 

(Créditos: Reprodução)

 

(Créditos: Reprodução)

 

(Créditos: Reprodução)

 

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo