"Nós queríamos que a passarela fosse que nem a rua"

Evandro Fióti (Créditos: Lab Fantasma)

 

"Nós queríamos que a passarela fosse que nem a rua, refletisse sua diversidade", disse Evandro Fióti ao receber pelo Lab Fantasma o prêmio de revelação na categoria moda pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte).

+ Obra de Nelson Leirner questiona apropriação de imagem

Fióti não estava sozinho. Ao seu lado, estavam integrantes do empreendimento criado há oito anos, o que transparecia que aquela conquista refletia uma construção coletiva. O cantor Emicida, um dos fundadores do Lab, apareceu ao final.

+ Experimento Espelho traz releitura de conto de Machado de Assis

O rapper subiu novamente ao palco com Raquel Vírginia e Assucena, vocalistas da banda As Bahias e a Cozinha Mineira para anunciar os ganhadores nas categorias Música Erudita e Música Popular.

+ 40 artistas apresentam trabalho em Mostra Internacional

Nessa última categoria, nomes fortes da cena contemporânea, como Mahmudi (Revelação), Meta Metá (Melhor Álbum), Céu (Artista do Ano) e Baiana System (Melhor Show) subiram ao palco. Rita Lee, vencedora do Grande Prêmio da Crítica, não foi, mas deixou recado: "Estou aqui na minha toca, mas meu coração está com todos vocês".

 

Show de As Bahias e a Cozinha Mineira no Prêmio APCA (Crédito: Stephanie Ramos/ O Beijo)

 

Outro ponto alto da noite foi o anúncio dos vencedores da categoria Dança, marcado por protestos. Em faixas colocadas, no palco, lia-se: "André Sturm e Lara Pinheiro não são dignos dos cargos que ocupam na Secretaria de Cultura. Desrespeitam e caluniam artistas da dança e sua produção. A dança exige respeito". 

As reivindicações que se ouvia no palco reverbevam na plateia. Muitos premiados também fizeram reclamações semelhantes. Em uma tentativa de estabelecer diálogo com o secretário, Selma Egrei (Melhor Atriz Televisão) dedicou o prêmio à Sturm, "Que ele seja um amigo das artes e não um inimigo do povo".

Logo depois de Selma, ainda na categoria Televisão, a atriz Luciana Lima assumiu o microfone. Viúva de Domingos Montagner, ator morto em 2016 nas gravações da novela Velho Chico, ela recebeu pelo marido a láurea de Grande Prêmio da Crítica. 

Agradeceu ressaltando as qualidades de Montagner, "era um grande ator, um bom palhaço, um pai amoroso e um companheiro maravilhoso". Acalentada por colegas de trabalho do artista, finalizou: "Tenho certeza de que onde ele estiver, ele está orgulhoso da trajetória que percorreu".

 

// Premiados APCA

 

Arquitetura
Obra de arquitetura no exterior – Museu dos Coches, Lisboa – Paulo Mendes da Rocha, MMBB Arquitetos e Bak Gordon Arquitectos 
Obra de arquitetura no Brasil – Galeria Cláudia Andujar, Inhotim – Arquitetos Associados

Artes Visuais
Grande prêmio da crítica – Fernando Lemos
Exposição internacional – O Triunfo da Cor – CCBB
Exposição nacional – VOLPI Pequenos Formatos – MAM
Retrospectiva – No Lugar Mesmo: uma antologia de Ana Maria Tavares – Pinacoteca
Fotografia – Gal Oppido – Sentidos da Pele
Arte e Reflexão – O Instante Certo – Dorrit Harazin
Iniciativa cultural – Programa Metropolis – TV Cultura

Cinema
Filme: Aquarius, de Kleber Mendonça Filho 
Diretor: Gabriel Mascaro, por Boi Neon
Roteiro: Kleber Mendonça Filho por Aquarius
Ator: Júlio Andrade, por Sob Pressão
Atriz: Andréia Horta, por Elis
Documentário: “Cinema Novo”, de Eryk Rocha
Fotografia: Diego García, por “Boi Neon” 

Literatura
Grande Prêmio da Crítica: A Ditadura Acabada -5, de Elio Gaspari (Intrínseca)
Romance/Novela: Como Se Estivéssemos em Palimpsesto de putas, de Elvira Vigna (Companhia das Letras)
Ensaio/Teoria e/ou Crítica Literária/ Reportagem: Trópicos Utópicos, de Eduardo Giannetti da Fonseca (Companhia das Letras)
Infantil/Juvenil: Quem tem medo de curupira?, de Zeca Baleiro, ilustrações de Raul Aguiar (Companhia das Letras)
Poesia: Rol, de Armando Freitas Filho (Companhia das Letras)
Contos/Crônicas: A(s) Mulher(es) que eu amo, de Eros Grau (Globo Livros)
Tradução: “[um amor feliz]”, de Wislawa Szymborska, tradução de Regina Przybycien (Companhia das Letras)
Biografia/Autobiografia/Memória: Rita Lee: Uma Biografia, de Rita Lee (Globo Livros) 

Música Erudita
Espetáculo de ópera: DON QUICHOTTE de Massenet. (Theatro São Pedro, abril/2016, direção Jorge Takla)
Prêmio Especial pelo conjunto da obra: Maestro Roberto Duarte (pela revisão sistemática das obras de Carlos Gomes e de Tommaso Traetta)
Instrumentista: Emannuele Baldini (Spalla da OSESP e Líder do Quarteto OSESP)
Regente de Orquestra: Valentina Pelleggi
Projeto Musical: Programa Preludio da TV Cultura
Cantor Lírico: Rodolfo Giugliani (Lo Schiavo, Theatro Municipal RJ outubro/2016; Il Tabarro, Teatro San Carlo de Nápoles, novembro/2016)

 

Música Popular
Grande Prêmio da Crítica:: Rita Lee (por sua carreira)
Artista do Ano: Céu
Melhor Álbum: MM3, Metá Metá
Produção e Direção Artística: Rica Amabis, Daniel “Ganjaman” Takara e Tejo Damasceno por Sabotage, Sabotage
Revelação: Mahmundi por Mahmundi
Projeto Especial: SIM São Paulo
Show: BaianaSystem
Homenagem: Fernando Faro (In Memorian)

DANÇA
Grande Prêmio da Crítica: Marilena Ansaldi
Espetáculo (estreia): Devolve 2 horas da minha vida Projeto Mov_oLA / Alex Santos
Espetáculo (não estreia): “Dança por Correio”
Coreografia / Criação: “Rubedo” – Cia de Dança Siameses / Maurício de Oliveira
Interpretação: Zélia Monteiro por Percursos Transitórios
Revelação: Grupo Fragmento Urbano
Espaço de Difusão: Centro de Referência da Dança da Cidade de São Paulo
Prêmio Técnico: Equipe Técnica do Teatro Alfa
Projeto / Programa: CCSP Semanas de Dança 2016 – Centro Cultural São Paulo
Memória: Ballet Stagium 45 anos Votaram: Amanda Queirós, Ana Francisca Ponzio, Cássia Navas, Flávia Couto, Henrique
Rochelle, Iara Biederman, Renata Xavier, Simone Alcântara e Yashara Manzini

 

Rádio
Prêmio Especial do Juri: Bradesco Esportes FM, pela cobertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016
Humorista – Emerson França – Band Bom Dia – Band FM
Apresentador (entretenimento): Serafim Costa Almeida – Banda de Todas as Bandas – Capital AM 1040
Produtor (entretenimento): Mariana Piza – Programa Maritaca – Rádio Vozes (www.radiovozes.com/maritaca)
Produtor jornalístico: Renan Sukevicius – Em Alta Frequência – BandNews FM
Repórter: Marcel Naves – Blitz Estadão – Estadão FM
Colunista: – Claudio Zaidan – Esporte Notícia e Esporte Notícia Internacional – Bandeirantes AM/FM

Teatro
Grande Prêmio da Crítica: Maria Alice Vergueiro 
Espetáculo: Sobre Ratos e Homens 
Diretor: João Falcão (Gabriela, um Musical) e Kiko Marques (Sínthia)
Autor/Dramaturgia: Vinicius Calderoni (Os Arqueólogos) 
Ator: Leonardo Fernandes (Cachorro Enterrado Vivo)
Atriz: Denise Weinberg (O Testamento de Maria) 
Prêmio Especial: Lenise Pinheiro (pelo registro histórico da cena teatral paulista) 

Teatro Infantil
Grande Prêmio da Crítica – PEER GYNT, direção de Gabriel Villela
Melhor Espetáculo de Valorização da Cultura Popular – CAMINHO DA ROÇA (Grupo As Meninas do Conto)
Melhor Espetáculo de Bonecos – BERENICES (Grupo Morpheus Teatro)
Melhor Espetáculo de Inclusão e Acessibilidade – FEIO (Coletivo Grão de Arte e Cidadania)
Melhor Espetáculo Interativo – CHIQUITA BACANA NO REINO DAS BANANAS (Grupo Folias D’Arte)
Melhor Espetáculo de Texto Adaptado – HENRIQUES (Cia Vagalum Tum Tum)
Melhor Espetáculo sobre Diversidade Sexual e de Gênero no Universo Infanto Juvenil – A PRINCESA E A COSTUREIRA (grupo Teatro da Conspiração, de Santo André)

Televisão
Grande Prêmio da Crítica: Domingos Montagner, pelo conjunto da obra (In Memorian)
Novela: Velho Chico (Benedito Ruy Barbosa/TV Globo) 
Atriz: Selma Egrei (Velho Chico/TV Globo)
Ator: Marco Ricca (Liberdade, Liberdade/TV Globo) 
Diretor: Mauro Mendonça Filho (Verdades Secretas/TV Globo)
Série: Justiça (de Manuela Dias/TV Globo)
Infantil: D.P.A – Detetives do Prédio Azul (Gloob)
Cobertura Rio-2016: SporTV 

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo