Peça retrata a vida de quem tem São Paulo como refúgio

(Créditos: Divulgação / Vitor Manon)

 

No dia 3 de agosto estreia, na Funarte São Paulo, a peça São Paulo Refúgio.

O espetáculo propõe o mergulho em uma narrativa lírica e documental que discute a situação da população de refugiados e imigrantes que vive hoje na capital paulista.

Além de três atores brasileiros em cena - Elise Garcia, Ériko Carvalho e Conrado Dess, o espetáculo conta, ainda, com a participação especial de Tresor​ ​Muteba, imigrante congolês que dá seus primeiros passos no teatro. A direção e a dramaturgia são assinadas por Conrado Dess.

 

(Créditos: Divulgação / Tarcisio de Paula)

 

Histórias de refugiados oriundos de diversas regiões do planeta são apresentadas na forma de cartas e depoimentos que retratam situações, preconceitos e temores enfrentados por imigrantes forçados a abandonar suas terras natais e a recomeçar​ ​suas vidas no Brasil.

São Paulo Refúgio simboliza um retrato cru e atual dos impactos da migração forçada na sociedade contemporânea.

Em trecho da peça: “As pessoas me perguntam: sua vida é melhor aqui ou lá? Lá. Minha vida era melhor lá e se eu pudesse escolher eu escolheria lá, na minha casa, com a minha família, sendo negro onde eu não sinto o racismo, sendo jornalista onde eu tenho um diploma, falando a língua que minha mãe me ensinou quando eu era criança e abraçando meus irmãos quando eu os encontro na rua."

 

(Créditos: Divulgação / Mariana Landi)

 

  • Funarte - Al. Nothmann, 1058 - Campos Elíseos, São Paulo
    + Ver mapa
  • 03/08/2017 a 27/08/2017
  • Quinta a sábado: 21h. Domingo: 20h.
  • R$ 20.
  • Classificação:14 anos.

Tags:

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo