Peça adapta história de Cortázar com humor

(Créditos: Divulgação/Mariana Beda)

 

Com muito humor, o Coletivo Cronópio reestreia sua peça inspirada no livro História de Cronópios e de Famas, do escritor argentino Julio Cortázar, a (instruções para compor uma peça) – Se for viver, leia antes.

+ "Ribanceira" retrata o que fica no homem após catástrofe

O espetáculo acompanha a história de três personagens que decidem fazer um manual para a vida, certos de que ela pode ser dividida em três partes: a relação do indivíduo com ele mesmo, com o mundo e com a morte.

 

(Créditos: Divulgação/Mariana Beda)

 

 

 

Partindo de uma realidade distorcida, a peça mostra com humor situações cotidianas da vida representadas pelos atores a partir da leitura de um manual de instruções. A trajetória de vida de um ser humano é vista com a exacerbação do ridículo que temos dentro de nós e, assim, saindo do nada e partindo para o nada (como nossa própria vida).

+ Alexandre Borges estreia como diretor em peça gratuita

Dirigido por Alice Nogueira, o espetáculo surgiu sob o olhar e com a participação de artistas que valorizam o caráter investigativo da linguagem cênica, buscando sempre os limites da arte e o novo.

  • Teatro de Contêiner Mungunzá - Rua dos Gusmões, 43 - Santa Efigênia, São Paulo
    + Ver mapa
  • 04/11/2017 a 26/11/2017
  • Sábado e domingo: 20h.
  • Ingresso: R$20.

Tags:

Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo