Peça aborda a memória das mulheres em questões políticas

(Créditos: Divulgação/Elenize Dezgeniski)

 

O que é ser mulher da América Latina? A obra do escritor uruguaio Eduardo Galeano (1940-2015), Mulheres foi adaptado para os palcos em Para Não Morrer, abordando temáticas femininas e feministas atreladas a questões políticas, em especial na América Latina.

+ Peça aborda a forma como relacionamentos podem mudar as pessoas

A peça protagonizada pela atriz Nena Inoue em curta temporada no Sesc Pinheiros, estreou no Festival de Curitiba com sucesso de público. Na trama, a atriz sentada em uma poltrona relembra os grandes feitos de perseverança contra a opressão.

 

(Créditos: Elenize Dezgeniski)

 

A personagem evoca mulheres célebres ou anônimas transformam o espaço e as pessoas com que conviveram, alternando entre força e ternura. O texto de Galeano foi escrito em 1997, e recupera a biografia de várias personagens cuja importância a perspectiva dominante  reduziu, deturpou ou simplesmente ignorou, como Sherazade, Josephine Baker, Rosa de Luxemburgo.

+ Gero Camilo apresenta em peça dificuldade de ser artista popular

“A peça trata sobre luta, opressão, violências, mas também sobre resistência, confiança, afeto. É também sobre as mulheres de hoje, do que está adormecido, coisas esquecidas que precisamos despertar. Vivemos um momento onde a direita avança, assim a resistência e a consciência histórica se faz necessária,  pois estão passando como um trator por cima de muitas conquistas e as coisas estão ficando a cada dia, piores. Os conteúdos do espetáculo são muito importantes para esse momento”, reflete Nena.

  • Sesc Pinheiros - Rua Paes Leme, 195 - Pinheiros, São Paulo
    (11) 3095-9400
    + Ver mapa
  • 13/07/2017 a 29/07/2017
  • Quinta a sábado: 20h30.
  • R$ 25 (inteira), R$ 12,50 (meia) e R$ 7,50 (credencial plena).
  • Classificação: 14 anos.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo