O corpo e a cidade são tema da individual de Lia Chaia

"Aleph" (Créditos: Divulgação / Lia Chaia)

 

A Galeria Vermelho apresenta Pulso, individual de Lia Chaia, de 25 de julho a 26 de agosto. Paralelamente, acontece a exibição a Mostra Lia Chaia, com um conjunto de 18 vídeos da artista.

Em sua sétima individual, Lia ressalta a reflexão sobre o corpo humano, em especial, sob duas óticas: a situação do corpo frente às pressões originadas pela sociedade e o afastamento gradativo da relação homem - natureza.

Embora tais tensões perpassem todos os trabalhos, a artista detém-se agora nas especificidades que compõem o organismo humano como sinal da vitalidade, enfatizando o aspecto pulsante do corpo.

 

"Desenho-Corpo" (Créditos: Divulgação / Lia Chaia)

 

A produção de Lia Chaia, iniciada no final da década de 1990, é pontuada por sua constante experimentação em diferentes séries de trabalhos realizados nos mais variados suportes, mantendo em si um diálogo contínuo entre o corpo humano e suas relações com o entorno, em especial com a cidade.

Suas experimentações com o próprio corpo iniciam-se ainda na faculdade de artes, quando começa a utilizar sua constituição em diversas performances, fotografias e vídeos.

O corpo e a cidade – o natural e o construído –, na obra de Chaia, vivem em atrito e fusão. 

 

"Cidade Pictrica" (Créditos: Divulgação / Lia Chaia)

 

  • Galeria Vermelho - Rua Minas Gerais, 372 - Consolação, São Paulo
    (11) 3138-1520
    + Ver mapa
  • 25/07/2017 a 26/08/2017
  • Terça a sexta: 10h às 19h. Sábado: 11h às 17h.
  • Entrada gratuita.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo