Juliana Lewkowicz reúne registros poéticos em individual

"Órbita 1", de 2015 (Créditos: Divulgação / Juliana Lewkowicz)

 

Estreia em 1º de março A Perenidade das Bolhas de Sabão, primeira individual de Juliana Lewkowicz, que fica em cartaz até o dia 30 na ArtEEdições Galeria.

Em busca de novos olhares, a artista viaja para diversos destinos, registrando as paisagens e sensações que encontra em seu caminho. Entretanto, não tem a preocupação de figurar o real.

Seus cliques visam transportar o interlocutor para um universo lúdico e impregnado de lirismo. 
 

"Paisagens Perdidas 2", de 2016 (Créditos: Divulgação / Juliana Lewkowicz)


Com curadoria de Eder Chiodetto, a exposição apresenta ao público cerca de 20 fotografias, que juntas compõem uma visão bastante particular de diversas regiões do Brasil e da América Latina.

“Uma história pode ser contada de várias formas, por diversos pontos de vista - e é justamente aí que está a magia da fotografia. Quando fotografo, tento não só descobrir qual o melhor ângulo para exprimir determinado ponto de vista, mas interfiro diretamente na realidade que tenho sob meus olhos”, afirma Lewkowicz.

 

"Avesso 2", de 2017 (Créditos: Divulgação / Juliana Lewkowicz)


Em seus trabalhos, Juliana faz uso de bolhas de sabão, espelhos e outros elementos pouco usuais, em um exercício constante de poetização do mundo que a rodeia.  
 
Evocando memórias de infâncias, as bolhas de sabão emergem em locais distintos como o Deserto do Atacama, no Chile, e a Praia de Laranjeiras, em Paraty. Sua superfície aquosa oferece uma visão distorcida do local, em um efeito de ótica que logo se dissipa.
 
Ao optar por esses artifícios, a artista também discute a própria natureza efêmera da fotografia. 

 

"Bolhas 2", de 2014 (Créditos: Divulgação / Juliana Lewkowicz)

 

  • ArtEEdições Galeria - Rua Estados Unidos, 1162 - Jardim Paulista , São Paulo
    (55) 1130-3101
    + Ver mapa
  • 01/03/2018 a 30/03/2018
  • Segunda a sexta: 10h às 19h.
  • Entrada gratuita.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo