Instalação artística reproduz cenário apocalíptico em São Paulo

(Créditos: Divulgação)

 

Um caos urbano. São Paulo rodeada por uma barragem de concreto, após uma enorme inundação, é o cenário da instalação artística Barragem///SP, em cartaz na Oficina Cultural Oswald de Andrade até 28 de outubro.

Criada sob a supervisão de um coletivo de arquitetura e urbanismo, cenografia e design, performance e música, a mostra dialoga com o universo proposto por outras distopias como 1984 (1949), de George Orwell, e Fahrenheit 451 (1953), de Ray Bradbury.

 

(Créditos: Divulgação)

 

Uma das propostas do coletivo é despertar uma reflexão acerca das mudanças climáticas e do manejo inconsequente de recursos naturais.

Um acontecimento particularmente emblemático e que faz parte do contexto da instalação artística é o rompimento da barragem da Samarco, em Mariana (MG), em novembro de 2015.

Em um cenário que se aproxima do imaginário ficcional, casas e pessoas foram soterradas por um deslocamento massivo de água e lama.

 

(Créditos: Divulgação)

 

“A partir da discussão gerada pela situação ficcional proposta pelo projeto foi pensado quais os lugares, monumentos e edifícios seriam preservados das águas; e quais os critérios e valores utilizados para as escolhas. A partir da eleição dos lugares, foram discutidas e apresentadas soluções arquitetônicas e técnicas, com o olhar artístico de diferentes linguagens”, explica o arquiteto e artista transmídia, Nivaldo Godoy, responsável pela concepção e coordenação da Barragem///SP.

 

(Créditos: Divulgação)

 

  • Oficina Cultural Oswald de Andrade - Rua Três Rios , 363 - Bom Retiro, São Paulo
    (11) 3222-2662 / (11) 3221-4704
    + Ver mapa
  • 14/09/2017 a 28/10/2017
  • Segunda a sexta: 9h às 21h. Sábado: 10h às 18h.
  • Entrada gratuita.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo