Helô Sanvoy e as impossibilidades de comunicação

 

A Galeria Andrea Rehder apresenta a exposição O que não se pode dizer de Helô Sanvoy, que acontece de 16 de fevereiro a 24 de março.

Com texto crítico de Marilia Panitz e trabalhos em diferentes suportes do artista, a exposição traz questões acerca de situações relacionadas ao indizível, dividindo-se em três partes: história da arte, mass media e ausência da escrita.

 

St., 2016 (Créditos: Divulgação)

 

"Helô materializa o registro do pensamento como proposta poética e política. O lapso é o centro (excêntrico) da obra. O não ver determina a leitura, carregada de conteúdos flutuantes. Onde a imagem se retira, comparecemos com o que já sabemos dela? Preenchemos o vazio com nosso acervo de lembranças? Ainda somos capazes disso, quando tudo o que fazemos é perder-nos na selva figurativa em que vivemos?", ressalta Marilia Panitz em seu texto.

 

Obra sem título (Créditos: Divulgação)

 

Conversamos com Helô Sanvoy sobre as impossibilidades da comunicação e seu trabalho. Confira o bate-papo que tivemos.

 

 

  • Andrea Rehder Galeria - Avenida Brasil, 2079 - Jardim Paulista, São Paulo
    + Ver mapa
  • 16/02/2017 a 24/03/2017
  • Segunda a Sexta: 12h às 18h
  • Gratuita
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo