Gabriel Braga Nunes estrela peça com texto de Manuel de Barros

(Créditos: Marco Terranova)

 

Há 14 anos engavetada, Inutilezas retorna aos palcos paulistanos. Bianca Ramoneda, que também assina o roteiro, e Gabriel Braga Nunes são os responsáveis pelo resgate dos versos de Manuel de Barros e pela valorização de suas palavras. O espetáculo dirigido por Moacir Chaves cumpre temporada de 29 de outubro a 27 de novembro no Teatro Shopping Morumbi, com ingressos a R$ 60.

O trabalho busca a transposição da literatura de Manoel de Barros para o teatro, através na força de suas palavras.  "Não estou acreditando no que eu vi. Um teatro verdadeiro. Não é uma declamação de versos. Não é uma recitação de poesia. É uma representação da palavra. É a representação de um texto poético. Com os personagens vivos e as suas contradições", afirmou o poeta quando assistiu a primeira montagem, em 2002.

Com a presença do músico Chico Oliveira, o espetáculo é composto por diversas histórias. Uma delas resgata as memórias de um casal de irmãos, numa ode às coisas supostamente inúteis. Quando essas são ressignificadas, o observado é a transformação das coisas "que não servem para nada" em matéria-prima para a arte e a poesia.

"Num mundo desesperançado como o nosso, pautado pela economia, pela política, pela ciência e pelo pragmatismo, acho que é nosso dever puxar para a arte o lugar do encontro onde podemos perceber a realidade de outra forma. Mais lúdica, mas nem por isso mais frouxa", comenta Bianca.

  •  (Crédito: Marco Terranova)
    (Crédito: Marco Terranova)
  •  (Crédito: Marco Terranova)
    (Crédito: Marco Terranova)
  •  (Crédito: Marco Terranova)
    (Crédito: Marco Terranova)
  •  (Crédito: Marco Terranova)
    (Crédito: Marco Terranova)
    • Teatro Morumbi Shopping - Avenida Roque Petroni Júnior, 1089 - Jardim das Acacias, São Paulo
      + Ver mapa
    • 29/10/2016 a 27/11/2016
    • Sábados: 20h. Domingos: 18h.
    • R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia).
    • Classificação: 12 anos.
    Comentários
    Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo