Fotógrafa que registrou cultura ianomâmi conversará com público

(Créditos: Cortesia Galeria Vermelho)

 

Os apaixonados por fotografia não podem perder a conversa com Cláudia Andujar no dia 29 de julho, no Galpão VB. Para encerrar a exposição “Nada levarei quando morrer, aqueles que me devem cobrarei no inferno”, a fotógrafa ao lado de Miguel Rio Branco irá contar sua trajetória.

+ Fotografia de Guerra brasileira ganha exposição em Fortaleza

O público vai ter a oportunidade de ouvir Cláudia falar sobre seu longo histórico de registro da cultura ianomâmi e sobre as facetas menos conhecidas de sua obra, como a atividade fotojornalística no início de sua carreira. Tudo isso sob a mediação de Gabriel Bogossian, co-curador da exposição. A entrada é gratuita e não é necessário realizar inscrição.

 

(Créditos: Cortesia Galeria Vermelho)

 

A conversa encerra a exposição “Nada Levarei quando Morrer, aqueles que me devem cobrarei no Inferno”, que está em cartaz desde março no local e que conta com três obras da artista.

+ Fotos mostram como era a redação do New York Times nos anos 40

Reconhecida internacionalmente, sua obra integra o acervo de alguns dos principais museus do mundo, como o MoMA, em Nova York; a Maison Européene de la Photographie, em Paris; e o Instituto Inhotim, em Brumadinho, Brasil.

  • Galpão Videobrasil - Avenida Imperatriz Leopodina, 1150 - Vila Leopodina, São Paulo
    1136450516398
    + Ver mapa
  • 29/07/2017 a 29/07/2017
  • Sábado: 15h.
  • Entrada Gratuita.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo