Fábio Zimbres expõe "Fantasmas" através de traços espontâneos

O trabalho do quadrinista, designer e artista visual Fabio Zimbres em exposição na Galeria Bolsa de Arte.

Em sua primeira individual na galeria, o artista apresenta cerca de 20 obras inéditas, entre monotipias, desenhos, pinturas e técnica mista em tela, papel sobre tela e chapa de impressão offset.


O ponto de partida do trabalho de Fabio é o desenho, sobretudo sobre papel – muitas vezes papel colado sobre tela. Nele, volumes e formas surgem a partir de linhas, sem o compromisso de preencher a tela, em um pensamento menos associado à pintura que às artes gráficas.

O artista valoriza a concisão em sua cartela de cores, que privilegia o preto e branco e as cores primárias num traço bruto e espontâneo, que bebe no expressionismo e seus discípulos. “Estou muito ligado ao desenho e à gravura, à coisa gráfica”, afirma.

Nos trabalhos que serão expostos é possível observar muitas das características de seu método como quadrinista, como a ausência de rascunho e o traço cru e pulsante. Outros aspectos de seu trabalho gráfico influenciam a produção como artista visual, que incorpora a surpresa do desenho no trabalho final. 

 

 

(Créditos: Reprodução / Facebook)

 

  • Galeria Bolsa de Arte - Rua Mourato Coelho, 790 - Vila Madalena, São Paulo
    (11) 3097-9673
    + Ver mapa
  • 13/03/2017 a 29/04/2017
  • Segunda a sexta: 10h às 19h. Sábado: 10h às 17h.
  • Entrada gratuita.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo