Exposição apresenta a história do design gráfico polonês

O Instituto Tomie Ohtake inicia, no dia 19 de setembro, a nova edição da exposição Eye on Polland - Olhar Polônia: o cartaz, o livro e a capa de disco contemporâneos.

Após realizar mostras com os nomes históricos do design gráfico polonês, agora, o Instituto em parceria com Culture.pl e Fontarte, traz um novo recorte dessa produção reconhecida mundialmente. 

Com curadoria de Magdalena Frankowska e Artur Frankowski, busca apresentar ao público brasileiro o design gráfico polonês contemporâneo, representado pelos mais interessantes projetos dos últimos tempos.

As duas edições anteriores foram apresentadas na China, em 2010 e 2011, e no Japão, Coréia do Sul e Índia, entre 2015 e 2017.

 

(Créditos: Reprodução / Facebook)

 

Os 70 cartazes, 50 publicações e 20 capas de disco  reunidos na mostra foram selecionados a partir de centenas de livros e cartazes desenhados por artistas e designers poloneses, principalmente mais recentes. Muitos deles foram comissionados por instituições culturais, museus, fundações e galerias de arte.

A exposição apresenta o resultado dessas colaborações, obras consideradas vanguardistas de alta qualidade, que apontam para novas direções.

Para Magdalena Frankowska e Artur Frankowski, o design gráfico polonês, nos últimos anos, tem se desenvolvido dinamicamente e ganhado reconhecimento na Europa e pelo mundo. “A razão por trás disso não está somente nas tradicionais associações com a arte dos cartazes e com artistas da genericamente chamada Escola Polonesa de Cartazes, como Henryk Tomaszewski, Józef Mroszczak, Jan Lenica, Roman Cieślewicz ou Wiktor Górka, mas também nas produções das gerações intermediária e jovem de designers que estão hoje buscando soluções originais em suas práticas”.  
 

  • Instituto Tomie Ohtake - Avenida Faria Lima , 201 - Pinheiros, São Paulo
    (11) 2245-1937
    + Ver mapa
  • 19/09/2017 a 29/10/2017
  • Terça a domingo: 11h ás 20h.
  • Entrada gratuita.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo