Exposição aborda a palavra através da arte contemporânea

Exposição Permissão para falar traz a palavra como ponto de partida e reunirá obras recentes e inéditas de destacados artistas da cena contemporânea brasileira, que acontece na galeria Athena Contemporânea, a partir do dia 14 de fevereiro.

A mostra reúne cerca de dez obras, em diferentes técnicas e suportes, como vídeos, objetos, fotografias, gravuras e desenhos, produzidas recentemente e que estão ganhando cada vez mais reconhecimento na cena artística nacional, como Lais Myrrha, que foi um dos destaque da última Bienal de Arte de São Paulo.

 

"Podio para Ninguém", de Lais Myrrha - 2010 (Créditos: Reprodução)

 

Com curadoria de Fernanda Lopes, a mostra terá obras de nove artistas: Beto Shwafaty, Diego Bresani, Jaime Lauriano, Lais Myrrha, Laura Belém, Paula Scamparini, Sara Ramo, Vanderlei Lopes e Yuri Firmeza, que apresenta uma obra em parceria com Frederico Benevides.

Em comum, todas as obras fazem referência ao discurso e à história como construções, com interesse especial nos usos e variações de significados que as palavras podem assumir, dependendo de quem fala, de quem escuta ou mesmo quando são silenciadas.

 

"A Grande Onda", de Laura Belém - 2011 (Créditos: Reprodução / Site da Artista)

 

“A exposição tem como ponto de partida a palavra. Não a palavra isolada, com significado único e fixo, mas sim a palavra como construção e como discurso, que pode assumir diferentes características e leituras a partir do ponto de vista e do contexto de leitura. Nenhuma palavra pode ser lida sozinha, isolada, fora de contexto. Toda fala é construída, se constrói a partir de pontos de vista e referências, e não elimina a possibilidade de existência de outros olhares”, explica a curadora Fernanda Lopes, que conclui dizendo que “essa é uma exposição interessada em pensar o lugar da fala e da escuta”.

 

"The Phantom Matrix", de Beto Shwafaty - 2016 (Créditos: Reprodução / Site do Artista)

 

  • Galeria Athena Contemporânea - Avenida Atlântica, 4240 - Copacabana, Rio de Janeiro
    + Ver mapa
  • 15/02/2017 a 25/03/2017
  • Segunda a Sexta: 11h às 19h / Sábado: 12h às 18h
  • Gratuita
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo