Cia. Linhas Aéreas apresenta "Wendy e Peter" no Sesc Belenzinho

Entre os dias 14 de abril e 13 de maio a Cia. Linhas Aéreas levará ao palco do Sesc Belenzinho, o espetáculo Wendy e Peter, mudando a ordem de uma das história que se tornou uma das mais clássicas animações da Disney.  

Dessa vez, Wendy é  a protagonista. Anos após ter vivido aventuras mágicas na Terra do Nunca, onde conheceu fadas, piratas malvados, feras selvagens, tribos indígenas, os garotos perdidos e o temido crocodilo tic tac, Wendy (Ziza Brisola) recebe em seu quarto a visita de Peter Pan (Patrícia Rizzi), companheiro de aventuras que já não consegue se lembrar dos momentos que viveram juntos. 

Crédito: (Divulgação/Fernando Miguez)

Adaptado pelas próprias atrizes do livro Peter e Wendy, escrito por J. M. Barrie e publicado em 1911,  o espetáculo da Cia. Linhas Aéreas propõe uma encenação de artes integradas, onde circo, teatro, dança contemporânea e kung fu se encontram.

Quem assina a direção e colaboração na dramaturgia é Bruno Rudolf, parceiro artístico da companhia desde 2006. 

Na nova montagem, as intérpretes-criadoras privilegiam a figura feminina na obra de Barrie. “Entendemos que o livro e a peça de teatro homenageiam as mulheres e também as boas mães”, diz Ziza.

Foi a partir desse entendimento que as artistas fizeram com que o nome de Wendy viesse antes do de Peter na peça

Crédito: (Divulgação/Fernando Miguez)

“Peter Pan é uma figura que está o tempo todo em busca de uma mãe - ele procura isso na Wendy e é muito ressentido por ter sido abandonado da infância.

Refletir sobre o feminino na arte é um foco constante na trajetória da Cia.Linhas Aéreas e nos parece especialmente necessário num momento como o atual, em que esse tipo de debate ganha mais força e gera reações na sociedade.”, complementa Ziza.

Para criar a figura dúbia de Peter Pan, um menino que carrega a infância em si - com suas ingenuidades, fantasias, emoções e crueldades - a companhia apostou no uso do Shen She Chuen Kung-Fu, luta oriental praticada pela atriz Patrícia Rizzi há 22 anos.

“Entendemos que o movimento da luta tinha tudo a ver com algumas características do Peter, como a astúcia, a molequice e a determinação”, diz Patrícia.

  • Sesc Belenzinho - Rua Padre Adelino, 1.000 - Belenzinho, São Paulo
    (11) 2076-9700
    + Ver mapa
  • 14/04/2018 a 13/05/2018
  • Sábados, domingos e feriados, às 12h
  • R$ 20,00 (inteira) R$ 10,00 (meia) e R$ 6,00 (Credencial plena)
  • Indicação etária: a partir de 4 anos. Duração: 60 minutos. Capacidade: 372 lugares.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo