Cartas de Carmen Miranda inspiram peça sobre amor (e terror!)

A Caixa Cultural São Paulo recebe, entre os dias 9 e 19 de novembro, o espetáculo LOVLOVLOV, com entrada gratuita.

Apesar de se inspirar em cartas de amor de Carmen Miranda e fazer diversas referências a elementos que fazem parte do universo da cantora, o público não verá uma montagem sobre a brasileira que conquistou os Estados Unidos. LOVLOVLOV é uma peça sobre amor e terror.

A ideia do espetáculo surgiu quando os atores Fernando de Proença e Diego Marchioro leram o livro Carmen – Uma biografia, de Ruy Castro, e viram cartas que a artista escreveu para um aviador brasileiro que conheceu em uma festa na sua casa em Hollywood.

“As cartas foram escritas no diminutivo e com alternância de primeira e segunda pessoa, com um tom completamente apaixonado que, junto com o estudo da vida e obra da artista, contribui para descobrir outras facetas de Carmen Miranda”, explica Fernando. 

 

(Créditos: Divulgação / Elenize Dezgeniski)

 

Ao chegar no teatro, o público precisa tomar uma decisão: de que lado ver a peça, lado A ou lado B. É assim, do lado de fora da sala, que tem início a peça, dividida em cinco choques.
 
Quando entra na sala, o espectador vê uma cabine/vitrine, batizada de Museu de Cera dos Carnes, espaço bipartido onde os atores vivem Carne 1 e Carne 2. 

 

(Créditos: Divulgação / Elenize Dezgeniski)

 

Os atores falam o mesmo texto simultaneamente, cada um à sua maneira, enquanto Edith de Camargo executa a trilha sonora ao vivo – com algumas canções compostas por Ná Ozzetti, com guitarras de Kiko Dinucci, que foram especialmente criadas para a montagem.

LOVLOVLOV conta, ainda, com vozes em off de Alice Ruiz, Christiane de Macedo, Claudete Pereira Jorge, Danilo Grangheia, Georgette Fadel, Joana Louçã, Martina Gallarza, Simone Spoladore e Zélia Duncan.

 

(Créditos: Divulgação / Elenize Dezgeniski)

 

  • Caixa Cultural São Paulo - Praça da Sé, 111 - Centro, São Paulo
    (11) 3321-4400
    + Ver mapa
  • 09/11/2017 a 19/11/2017
  • Quinta a domingo: 19h15.
  • Entrada gratuita.
  • Classificação: 18 anos.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo