"Blanche" permite ao público criar sua própria história

Felipe Hofstatter e Marcos de Andrade em cena (Créditos: Divulgação)

 

Antunes Filho reestreia espetáculo no Sesc Consolação baseado em Um Bonde Chamado Desejo, de Tennessee Williams. O texto, falado numa língua criada pelo diretor, permite ao público traçar sua própria dramaturgia. 

A história do dramaturgo norte-americano trata de um episódio nas vidas de duas irmãs. Depois de perder muitos bens, Blanche (Marcos de Andrade) reencontra sua irmã Stella (Andressa Cabral), a qual não vê há muitos anos. O ponto central da trama são os conflitos entre a recém chegada e Stanley (Felipe Hofstatter), esposo de Stella. 

O espetáculo propõe uma reflexão sobre as hostilidades sofridas pelos menos socialmente aceitos. Blanche representa os negros, as mulheres e os homossexuais, que todos os dias sofrem duras agressões. "Estou discutindo os perseguidos, os maltratados pela sociedade", afirma Antunes. 

(Créditos: Divulgação)

 

Sobre o fomenol, "É uma língua inventada, uma junção de sílabas. Não são palavras que a gente conhece, a gente inventa enquanto fala. Nos anos 1980, o Antunes fazia espetáculos inteiros assim", explica o ator Marcos de Andrade. "A ideia é extrair da cabeça do ator o racionalismo da palavra. A palavra não é o fim, ela é o meio", completa o colega de elenco, Felipe Hofstatter.

(Créditos: Divulgação)

No dia 21 de março de 2015, Antunes Filho foi homenageado pelo conjunto e importância de sua atuação no cenário cultural paulista. 

O elenco do CPT (Centro de Pesquisa Teatral) fica em cartaz de 10 de fevereiro a 29 de abril, com ingressos de R$9 a R$30. 

  • Sesc Consolação - Rua Dr. Vila Nova, 245 - Vila Buarque , São Paulo
    (11) 3234-3000
    + Ver mapa
  • 10/02/2017 a 29/04/2017
  • Sextas: 20h. Sábados: 17h.
  • R$30 (inteira), R$15 (meia) e R$9 (credencial plena do Sesc).
  • Classificação: 14 anos.
Veja mais
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo