Artista brasileiro se inspira em Vicent Van Gogh, veja obras

Obra de Rubem Abrão da Silva (Créditos: Divulgação)

 

"Saudações querido Theo. Soube que tem dormido mal, então decidi lhe escrever uma história, pra você poder enfim descansar, em paz. É a história de um cara gago que entrou numa faculdade para estudar fonoaudiologia e saiu de lá, artista". 

O trecho acima é parte do texto de abertura da exposição Terrorismo e Distorção. Nele, a curadora Licka Buen Dia escreve para Theo, irmão-mecenas do pintor Vicent Van Gogh. O mergulho na ficção é o recurso escolhido  para apresentar o trabalho de Rubem Abrão da Silva, um dos artistas que participa da mostra coletiva.

Rubem Abrão leva para tela o fluxo intenso de Van Gogh, principalmente por meio da utilização de cores. Não disfarça suas marcas e fragmenta as figuras. Seus personagens são um amontoado vibrantes de formas. 

Rafael Nave, artista que tem na cultura brasileira sua maior fonte de inspiração, também participa da exposição. A visitação segue até 3 de dezembro. A entrada é gratuita. Acompanhe atualizações do evento em: http://bit.ly/2gtNtTp.

 

(Créditos: Reprodução/Facebook)

 

  • Ateliê Daki - Rua Rogério Fernandes, 20 - Jardim Reimberg, Grajaú, São Paulo
    + Ver mapa
  • 12/11/2016 a 03/12/2016
  • Segunda a sábado: 8h às 21h.
  • Entrada gratuita.
Comentários
Escola Entrópica no Instituto Tomie Ohtake Museu de Arte Moderna de São Paulo